terça-feira, 21 de novembro de 2006

Voltamos à Eurovisão... :-P

Já sei que os acérrimos defensores da ideia de que o Festival da Eurovisão, assim como qualquer outro festival de música na televisão, passou de moda me vão "dar na cabeça" a torto e a direito. No entanto, após descobrir a forma de escrever um "post" com vídeos do YouTube não poderia deixar de vos "presentear" com uam das mais bonitas canções que já se sagraram dignas vencedoras deste certame cujo objectivo é, pela música, unir ainda mais os laços de uma Europa que se pretende coesa e unida.

A Eimear Quinn tem uma voz fabulosa, o toque celta da música tem um "je ne sais quoi" que nos transporta para outros tempos e a mensagem de esperança na herança dos antepassados fez com que, em 1996, esta fosse a "canção europeia".

Descobri-a há 10 anos no Eurofestival e voltei a reencontrá-la num CD de música celta que me ofereceu uma amiga (obrigado, Cátia) há uns anos. Fabulous!

Deixo-vos já a seguir com a nossa melhor classificação de sempre no Festival da Eurovisão que, por acaso, foi também há 10 anos, no mesmo festival.

A "nossa" Lúcia Moniz (diga-se de passagem que muito bem vestida pelo grande Nuno Gama) obteve a que é, até esta data, a nossa melhor classificação de sempre: o 6º lugar, quando, durante a votação, chegou a estar em 2º. É, na minha opinião, uma das mais bonitas canções que já representaram o nosso pequeno-grande país no Festival da Eurovisão. Deliciem-se... (sei que isto, para ti, é um docinho, Patrícia... eheheh)

Se puderem e quiserem, voltem... eu prometo voltar! :-P

Bjs e abraços

3 comentários:

Patrícia disse...

sim, sim. tb acho que o nosso cantinho foi bem representado pela Lúcia Moniz. Agora nos últimos anos, tem sido uma autentica desgraça e nem sequer espelha o panorama músical Português que, embora mau, ainda não considero trágico.
a única coisa boa é que não chegamos a esse palco, à final!
bjs grandes

Vasco Ribeiro disse...

Olá pessoal. Desde já deixa-me dizer que realmente a senhora tem uma excelente voz e a parte instrumental transporta-me para os meus mais que estimados, RIVER DANCE.
Quanto à nossa Lúcia, gosto muito dela é das poucas Portuguesas que gosto musicalmente falando. Eu e a música Portuguesa andamos de costas voltadas há muitos anos. Penso que ela foi a última grande cantora que nos representou dignamente no Eurofestival da Canção. Ainda bem que não se tornou numa execrável Floribela.
Aquele abraço,

Nuno Reves disse...

Depois dela já tivemos a fabulosa Rita Guerra e os 2B, que foram considerados pela imprensa estrangeira, como potenciais vencedores ou, pelo menos, com direito a assento nos 5 primeiros lugares. Graças ao boicote perpetrado, a coisa ficou por se saber.

Vamos a ver o que nos reserva o futuro, não é?