domingo, 29 de agosto de 2010

Silêncio...



O silêncio... Tão pouco habitual em mim, que sou um ser da palavra, da comunicação, da extroversão... Mas a aprender, a cada dia, que o silêncio é de ouro em muitas alturas...
Nada é tão valioso como as palavras que se proferem no silêncio. Evitam-se palavras menos correctas, evitam-se posturas menos adequadas e, acima de tudo, evitam-se conflitos, muitas vezes...
Mas passam mensagens, claro que sim. No silêncio de um simples olhar podemos enviar e receber mensagens dos mais diversos tipos. Quantas vezes basta um simples olhar para percebermos o que vai na alma do nosso "interlocutor silencioso"?! Oh, tantas...
Ainda assim, com toda a beleza que podem ter umas horas de silêncio junto de alguém, continuo a preferir o som das palavras disparadas muitas vezes à queima-roupa! O silêncio é como as "meias palavras": podemos dar-lhe sempre a pior das interpretações... ou a melhor!! Contudo, muitas vezes, a interpretação errada... E o que pode fazer uma interpretação errada, meu Deus...
Mas respeitar o silêncio é uma virtude! Um olhar no silêncio que diga "estou aqui para ti... e por ti" é sempre reconfortante. Pelo menos eu acho que sim!
E o respeito é, sem sombra de dúvida, uma forma inequívoca de Amor ao próximo!

6 comentários:

Ursinho de peluche disse...

Como te compreendo! Um forte abraço. "O silêncio está tão repleto de sabedoria e de espírito em potência como o mármore não talhado é rico em escultura."

Smilechild disse...

Admiro a Tua Forma de Ser Amigo.
Muito... O Teu Altruísmo é maravilhosamente encantador. Nunca o Percas.
Um forte Abraço

Nuno Revés disse...

Amigos, obrigado pelos vossos comentários e pelas visitas a este meu "cantinho".

@ Ursinho: Um grande abraço também para ti, meu caro. E essa é uma frase muito bonita e repleta de verdade. Obrigado por estares aí. =)

@ Smilechild: Se não o perdi até hoje, e tenho-o até vindo a melhorar, duvido que o perca até ao fim dos meus dias... Mas é bom confirmar, uma vez mais, que vale a pena ser assim. Obrigado por tudo! =)

Lua disse...

Eu ainda tenho de ir tirar o curso do silêncio. Em certas situações, as palavras presas na garganta deixam-me doente. =)

ACC disse...

Meu querido.

Deixo apenas a minha humilde opinião. Os amigos verdadeiros não só só aqueles que acompanham uma bela gargalhada, mas têm a capacidade incrivel de no silencio nos confortar uma lágrima, dar um abraço ou sem problemas apenas estar. É o que chamo "o silencio reconfortante". São aqueles em que sabemos que podemos ter colo mesmo sem dizer o porque.

Beijoco-te meu querido.
Catarina

Nuno Revés disse...

Às meninas:

@ Lua: às vezes é mesmo o melhor... Não é ignorarmos os problemas e/ou as situações... Mas é preciso encaixar e relativizar as coisas. E no silêncio isso faz-se de forma mais assertiva. Vais ver que consegues. Se não conseguires, olha, grita!! =) Bjs

@ ACC: minha linda... nem te acrescento mais nada, essa é a minha definição de Amigo... E tento segui-la a cada dia. Beijoco-te repenicadamente!! =)

Obrigado por estarem aí. =)