quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

O meu Tobias

Hoje apetece-me escrever acerca do meu Tobias!! De seu nome completo Tobias de Pena d'Amigo, o cão cá de casa é assim um misto de "eléctrico-mimado-parvalhão"! Sempre a correr de um lado para o outro, dá connosco em doidos com tanta correria e, como anda sempre de pantufas (imaginam o pêlo que ele tem nas patas, não imaginam?!); quando pensamos que ele está "ali"... pois que já está "aqui", mesmo junto a nós e prontinho a pregar-nos valentes sustos ou a arriscar ser pisado, de tão próximo que se senta ou deita.

E é um mimado do pior! Possivelmente culpa minha, que o estraguei com mimos desde que veio cá para casa com apenas dois meses de vida e por ter dormido comigo (sim, na minha cama! Dentro! Sem comentários) durante umas duas ou três semanas. É um animal que está constantemente a "exigir" um carinho, uma palavra ou até mesmo um beijinho naquela cabeça loira com que nasceu. E, como faz sempre aquele olhar tão meigo e "de cachorrinho abandonado", acaba por conseguir. Sempre!

A parte "pior" é ser um bocado parvo! Parvalhão, mesmo! Se entra cá em casa e o mandamos embora para o quintal, o tolinho nem olha a ver onde está e não mede as distâncias. O resultado disso, regra geral, é da valentes cabeçadas na parede ou numa porta que estejam mesmo ali ao lado dele ou até mesmo tropeçar em quem venha a passar, quase provocando a queda da pessoa. Já me aconteceu, já aconteceu com a minha mãe, enfim, com quem esteja ao pé dele nessas alturas.

Se pensarmos nestas três qualidades em simultâneo, acreditem que resulta sempre em grandes risadas e estupefacção da nossa parte. Por exemplo, de cada vez que chego a casa, ladra-me com alegria como se não me visse há décadas! Como se eu tivesse acabado de chegar de umas prolongadas férias na Polinésia Francesa e viesse completamente transfigurado. E, no entanto, posso ter acabado de sair de junto dele há uns meros dez minutos! É a parvoíce a funcionar em consonância com o mimo, claro. No entanto, é óptimo sentir que, pelo menos um ser vivo sente alegria de cada vez que me vê, mesmo que seja a cada cindo minutos!

Outra pérola do meu Tobias é quando lhe vamos substituir a comida ou a água. O parvinho desata a correr para a gamela da comida e desata a comer desenfreadamente os restantes bocadinhos de ração que restarem na dita!! É um desatino "agarrado" à ração, como se o mundo fosse acabar naquele momento e já não houvesse amanhã! Com a água nem tanto, mas com a comida era coisa digna de ser gravada em vídeo e divulgada no Youtube! O engraçado da situação é que ele pode andar a correr o dia todo pelo quintal e nem se lembra que tem comida... mas naquelas alturas...

Curiosamente, esta situação do meu Tobias com a comida faz-me lembrar aquelas pessoas que, mal sentem que alguém quer delas apenas uma coisa, a bela da distância, atrelam-se à pessoa como se não a quisessem largar nem por um segundo, como se o simples acto de respirarem dependesse de nós, como se tivéssemos passado a ter a máxima importância a partir daquele momento quando, até então, nem se apercebiam que existíamos! É caso para dizer "Ó 'Tobias', larga lá o osso!!"

Se não gostaram, podem sempre mandar-me "dar banho ao Tobias"!! :-)

B&A

3 comentários:

Patrícia disse...

O Tobias é lindo. E gostava que a Chica fosse assim em relação à comida... principalmente desde que deixa que 4 (sim, 4, pelo menos) lhe comam a comida toda.... enfim.
Mas é bem certo que há pessoas assim. Por norma são pessoas um bocadinho ciumentas e egoístas demais. Se bem que eu tb já me "agarrei" a quem nitidamente só queria distância de mim e foi apenas por amizade, até ter percebido que efectivamente nada existia da outra parte. enfim...
Só não gostei de insinuares que só o Tobias fica sempre feliz por te ver.... eu tb fico e há sempre sorrisos e abraços daqueles bons.
beijos

coelhinha disse...

Oh que lindo!
O Rui também tinha um Tobias em casa dos pais mas infelizmente morreu este ano :(
Este ano quando chegámos a casa dos pais do Rui não tivemos a recepção habitual do Tobias a pedir-nos festas...também era um mimalhas do pior!
Fico feliz por teres um amigo destes...
Beijinhos amigo

Isa Lisboa disse...

Os animais são amigos lindos! Dão, sem pedir...