sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

"A vida não é dia sim, dia não..."



"Restolho" - (Mafalda Veiga)



"Mas é preciso morrer e nascer de novo
Semear no pó e voltar a colher
Há que ser trigo, depois ser restolho
Há que penar para aprender a viver
E a vida não é existir sem mais nada
A vida não é dia sim, dia não
É feita em cada entrega alucinada
Para receber daquilo que aumenta o coração"



Não consigo deixar de me emocionar quando ouço isto... E hoje descobri que este vídeo foi gravado no "meu" Parque da Paz, em Almada! =D Se já era uma canção fabulosa, agora ainda gosto mais! =D

Dedico-a a todos vocês a quem me entrego alucinadamente em cada dia da minha existência. Enchem-me o coração... =P

B&A

1 comentário:

Patrícia disse...

Eu gosto :)
E partilha lá um bocadinho o parque da paz que aqui a menina tamb+em gosta, sim?