quarta-feira, 9 de junho de 2010

Vento de Levante



Toda a vida ouvi a minha avó usar a expressão "vento Levante"... Mais concretamente "hoje estou com o vento Levante" era a expressão que ela usava... E fazia-me confusão como alguém poderia estar "com o vento"... Aprendi foi que nesses dias era melhor não falar muito com ela, não insistir muito no contacto físico que tanto me agradava...
Por volta dos trinta anos compreendi, finalmente, o significado da expressão usada pela minha avó!! Que pena não lhe poder dizer "Avó, agora entendo o que queria dizer... É que também sofro do mesmo!!"
Pois é, também eu tenho dias em que acordo "com o vento de Levante". E não é fácil, acreditem. Não é fácil para quem está ao meu lado, não é fácil para mim, não é fácil para ninguém... No meu caso, ocorreu-me agora que isto é tipo uma TPM masculina! Desde a cabeça "azamboada" ao feitio muito irascível, passando pelo chamado "humor de cão", está tudo presente nesses dias.
E hoje é um desses dias, sem sombra de dúvida. Se a isso aliarmos uma noite de sono de um par de horas muito mal dormidas, entendem que isto não está mesmo nada fácil.
Nestes dias, não estou bem em lado nenhum, acho sempre que ninguém gosta de mim e que não gosto de ninguém, apetece-me discutir por duas razões -tudo e nada - e andar à pancada aflora-se-me uma boa alternativa para extravasar energias acumuladas. Regra geral é nestes dias que dou as respostas mais torcidas a quem não as merece ouvir... mas também a quem merece! Isto porque nestes dias o preferível é mesmo nem falarem comigo... para que eu não disparate com ninguém!
E, pronto, agora que já sabem o que é o "vento de Levante", espero que entendam que não são dias fáceis... Mesmo nada fáceis!
B&A

7 comentários:

Patrícia disse...

Pois... eu compreendo amigo. oh se compreendo.
Mais uma informção para ti: O vento levante faz asneira, estraga coisas. A sério. No outro dia comprei uns queijinhos frescos lá das bandas de Almodôvar. Fantásticos. assim daqueles que se desfazem na boca e que sabem divinalmente. E não é que os queijos azedaram em 2 miseros dias? ah pois é. A ponto de quem os fez nos telefonar a pedir desculpas e a prometer novos... "é que estes apanharam com o levante e já se sabe... azedam!" (juro que é verdade. o que eu me ri....)
beijocas

coelhinha disse...

Ai amigo...não são nada fáceis esses dias! Imagina eu quando estou com o "meu vento de levante" e ter que aturar um puto de quase ano e meio e...qualquer dia dois! Vou ficar louca =D

E o pior de tudo é que nesses dias parece que o mundo está contra nós e não há nada a ajudar-nos...

Beijinhos e pensa que estás quase de férias =D

Ursinho de peluche disse...

Grande Nuno, espero que hoje estejas bem melhor. Gostei do TPM masculina. É realmente chato, mas o que interessa são os que realmente te conhecem. :) Um abraço.

P.s - Olha quando combinamos um cafézinho? Mas sem TPM ok? Não quero arriscar. :)

Abraço,

Lara disse...

Como eu te compreendo Nuno! Eu tb sou afectada por esse vento algumas vezes, creio que esteja relacionado com o carácter de pessoas como nós... Fortes! :) Contudo, quando esse vento decide envolver-nos com o seu sopro, enfraquecemos um pouco mas isso dá-nos calo para sermos quem somos! :) Beijinhos

nocatiga disse...

sem comentarios

cada um so tem o que merece

Nuno Revés disse...

Bem, impõe-se uma resposta a cada um dos que tiveram a gentileza de comentar este post, parece-me. Aqui vão:

@ Patrícia: Olha que desconhecia esses efeitos do "malvado" do vento de Levante... Realmente a minha avó dizia que o dito não era bom para nada... Ela lá tinha razão, ora viste?! Beijinhos gordos.

@ Coelhinha: Louca já tu és, minha querida, só vais ficar um pouco mais louca! ahahahah Mas é assim que a malta gosta de ti e, se precisares de uma ajudinha, voltas para Portugal e o pessoal organiza-se para te dar uma mãozinha! Mas em dias que não sejam de Levante, claro! :-P Beijocas com saudades imensas.

@ Ursinho: Gostei especialmente dessa tua frase final... "o que interessa são os que realmente te conhecem"... Ainda bem que compreendes, às vezes não é fácil. Mas sim, sem vocês que me conhecem tudo seria mais complicadote. ;-) Quanto ao café, prometo estar para breve, a sério... eu dou notícias! Abração, my friend!

@ Lara: Creio que não nos conhecemos e que até então nunca tinha visto qualquer comentário teu no meu blog... Mas sê muito bem-vinda e obrigado também pelo teu comentário. Diria que me conheces a julgar pelo comentário... LOL Beijinho, se me é permitido.

And, last but not least...

@ Nocatiga: Obrigado também pela tua visita. Deixa-me dizer-te que gostei de ver o teu comentário! Sei que és leitor atento e relativamente assíduo embora nem sempre comentes, fico grato por isso. As nossas conversas nem sempre correram pelo melhor, é um facto, mas talvez consigamos aprender, quiçá daqui a uns cinquenta anos, a lidar um com o outro. Volta e comenta sempre que te apeteça ou aches oportuno; serás sempre bem recebido. Aquele abraço.

Kowalski disse...

Obrigada por me incluires (e aturares), neste também meu, dia de Levante ;)

Pegando na frase do Urso (não utilizo diminutivos carinhosos com esse "gajo"), importa não só os que te conheçam, mas sobretudo, que te aceitem tal qual como és, com uns dias "de levante" de quando em vez.

Beijinho bom*